top map
Notícias
Leitura encenada nos dias 13 e 14 de Maio no Museu de Teatro Romano em Lisboa
Publicada em 21-04-2016
A comédia A Paz foi apresentada por Aristófanes nas Dionísias Urbanas de 421 a. C. O contexto político era o da Guerra do Peloponeso e a iminência de um tratado de paz.
A PAZ
 
Sinopse

A comédia A Paz foi apresentada por Aristófanes nas Dionísias Urbanas de 421 a. C. O contexto político era o da Guerra do Peloponeso e a iminência de um tratado de paz.

Nesta peça, Trigeu, lavrador, que vivia na Ática, do cultivo das suas vinhas, cansado da guerra e da destruição por ela causada, resolve subir ao Olimpo montado num escaravelho gigante para perguntar aos Deuses qual a causa dos males que afligiam a Grécia, às voltas com uma interminável guerra fratricida. No Olimpo encontra a Paz enterrada no fundo de uma caverna. Com a ajuda do Coro e de Hermes, traz a Deusa de volta à terra e com ela as deusas da Folgança e dos Frutos. A Paz é libertada e celebrada e todos ficam contentes, excepto os que beneficiam com a guerra, os fabricantes e comerciantes de armas.

Silvina Pereira

Ficha artística

Direcção de Silvina Pereira
Interpretação:Augusto Portela,  João Ferrador, José Simão, Leonor Alcácer, Marco Costa, Miguel Vasques, Alexandra Ferreira, Rita Barbosa, Sofia Rodrigues.
Apoio ao espaço cénico: Rita Silva
Apoio aos figurinos: Vicente Trindade
Cartaz: Íris Pereira
Direcção de Produção: Júlio Martín da Fonseca
Apoio à produção: Isabel Fernandes

Dias 13 e 14 de Maio de 2016, às 21:30h, no Museu do Teatro Romano.