top map
Espectáculos
Drakula Koncerto 1982
De Adolfo Gutkin

Ficha artística

  • Texto: Adolfo Gutkin
  • Direcção: Adolfo Gutkin
  • Filme «A peste»: Júlio Pego
  • Acessoria Plástica: Nuno Carinhas
  • Construções: José Gil
  • Acessoria Guarda-roupa: Delfim
  • Acessoria Coreográfica: Paula Massano
  • Pirotécnia: Barros
  • Intérpretes: João Lagarto, José Lopes, Luís Gamito, Silvina Pereira, Helena Lucas, Paula Freitas, Isabel Bezelga, Bibi Perestrelo, Ávila Costa, De Lara, Carlos Paula Vasconcelos, Carlos Federico

Participação no Festival Internacional de Stiges

Cartaz

Imprensa

   

As palavras dos outros

"Teatro dos anos 80 (...) em casas particulares, projectos de uma noite de verão em que singularidade, individualismo e efemeridade dizem muito acerca de quem os faz (...) Revejam os vossos princípios morais porque serão de grande utilidade se quiserem entender as acções do diabinho que se esconde por detrás de Drakula Koncerto"

Maria João Brilhante, JL

"Viagem que une o jogo da teatralidade e os sinais do bizarro a um fingido prazer irónico"

Jorge Listopad, Expresso

Textos

Drakula’s Concert ou, como os puristas lusitanos do Grupo Maizum me exigem: Concerto de Drakula, é apenas um espectáculo de variedades, pouco mais, ou menos, que uma dessas sessões de circo provinciano deambulando sempre pelo mesmo sítio nessa ilusão de traslado que dão as tournées.

É um espectáculo ambivalente concebido como teatralização do espaço quotidiano que espera restituir ao teatro aquela convencionalidade mútua entre actores e espectadores, que, outrora, fizeram algum teatro famoso e necessário.

É assim uma proposta de co-criação dum tempo de cinema infantil quando o medo era uma força maravilha, pura e simples, que acalmava as duras penas mastigando nogatt.

A tradição de Drácula remonta ao primeiro vagido… o bebé não quer sair para o mundo extra-uterino como se soubesse o que o espera.

O melhor é suprimir os espelhos, sorrir ao ar livre com toda a boca aberta à luz solar, preferentemente correndo junto ao mar ou por entre o aroma das árvores.

Há outras receitas, os partidos políticos possuem-nas aos montes.

A coisa resolve-se a sós frente ao mar.

Estamos num país costeiro não?

E assim apresentamos esta revista composta de números variados que V. unirá segundo o seu gosto e paladar, se tal lhe aprouver.

Digamos: um exercício de sobrevivência para este tempo em que estamos sentados sobre um paiol, dançando como se nada ocorrera.

Adolfo Gutkin